TSB (TÉCNICO EM SAÚDE BUCAL)

INSCREVA-SE

7 de abril de 2014 à 1 de julho de 2015
2a, 3a, 4a e 5a feiras das 19h00 às 22h00
Semanal

900 Horas
01 de abril de 2014
; R$: 30,00


15 R$330,00
Taxa de material: 2 parcelas de R$ 150,00



- Ter concluído o curso de ASB (auxiliar em Saúde Bucal) - Ter no mínimo 17 anos completos

Objetivo do curso: O curso de TSB visa capacitar o pessoal auxiliar a desenvolver suas competências, propiciando melhorar o atendimento à população na área de saúde bucal, assim como preparar esse profissional ao trabalho em equipe, nas unidades básicas e nos serviços de saúde públicos ou privados conveniados ou não ao SUS. Cumprindo-se sempre o que preconiza o Art.12, Cap. IV da Resolução 185/93do CFO (Conselho Federal de Odontologia) alterada pela Resolução 209/97, a qual regulamenta a atividade dos Técnicos em Saúde Bucal.


  • Pré-Requisito: Ter concluído o curso de ASB (auxiliar em Saúde Bucal)
  • Competências do Técnico em Saúde Bucal - (Sempre sob a supervisão do cirurgião-dentista, as seguintes atividades, além das estabelecidas para os auxiliares em saúde bucal são competências do TSB)
  • I - participar do treinamento e capacitação de Auxiliar em Saúde Bucal e de agentes multiplicadores das ações de promoção à saúde
  • II – participar das ações educativas atuando na promoção da saúde e na prevenção das doenças bucais
  • III – participar na realização de levantamentos e estudos epidemiológicos, exceto na categoria de examinador
  • IV – ensinar técnicas de higiene bucal e realizar a prevenção das doenças bucais por meio da aplicação tópica do flúor, conforme orientação do cirurgião-dentista
  • V – fazer a remoção do biofilme, de acordo com a indicação técnica definida pelo cirurgião-dentista
  • VI – supervisionar, sob delegação do cirurgião-dentista, o trabalho dos auxiliares de saúde bucal
  • VII – realizar fotografias e tomadas de uso odontológicos exclusivamente em consultórios ou clínicas odontológicas
  • VIII – inserir e distribuir no preparo cavitário materiais odontológicos na restauração dentária direta, vedado o uso de materiais e instrumentos não indicados pelo cirurgião-dentista
  • IX – proceder à limpeza e à anti-sepsia do campo operatório, antes e após atos cirúrgicos, inclusive em ambientes hospitalares
  • X – remover suturas
  • XI – aplicar medidas de biossegurança no armazenamento, manuseio e descarte de produtos e resíduos odontológicos
  • XII – realizar isolamento do campo operatório
  • XIII – exercer todas as competências no âmbito hospitalar, bem como instrumentar o cirurgião-dentista em ambientes clínicos e hospitalares.

Coordenador
Prof. Fabio Nauff
CRO:
Especialista em Ortodontia e Ortopedia Facial pela Fundecto (USP), Mestre em Diagnóstico por imagem pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP)
Prof. Sergio Rodrigues - Diretor acadêmico
CRO:
- Coordenação Pedagógica do curso TSB Licenciatura plena em Pedagogia pela FE-USP Especialista em supervisão, orientação e administração escolar Experiência de 20 anos em cursos técnicos